domingo, 7 de fevereiro de 2010

A Letra Jj

A Letra Jj


O J é a décima letra do alfabeto latino clássico, tendo sido a última a ser adicionada. Em português é pronunciada como jota.
História
O J foi originalmente uma versão alternativa à letra I. A distinção tornou-se evidente a partir da Idade Média. Pedro de la Ramée foi o primeiro a distinguir explicitamente as letra I e J,
representando sons diferentes. Originalmente, representavam os: /i/, /I/ e /J/; mas as línguas românicas desenvolveram novos sons que são representados pelo I e pelo J, por isso a distinção na pronuncia destas letras.
Em português o som utilizado para o J é o de ( janela, jarro, jota), assim é também no francês e no romeno. Nas línguas germânicas, excluindo o inglês um som ligeiramente diferente, o som utilizado para a letra J é o /j/, (como /ja/ em alemão). Isto também acontece em albanês e nas línguas urálicas e eslavas que utilizam o alfabeto latino, como por exemplo: húngaro, finlandês, estónio, polaco e checo.
Também o sérvio, língua eslava, adoptou o J no seu alfabeto cirílico.
em castelhano o J pronuncia-se /x ~ h/, (como ajo, que significa alho).
Em francês é agora pronunciado como em português.
Na língua italiana moderna, apenas palavras em Latim ou estrangeiras têm a letra J. Até ao séc. XIX, o J era utilizado em vez do I, em ditongos como substituto par o último -ii, e em grupos vocais como em Savoja, esta era uma regra bastante rigorosa quanto à escrita.
Muitos nomes, em português, começam com a letra J. Três dos meses do ano começam com a letra J. Porque o J foi a última letra a ser adicionada ao alfabeto latino, poucos nomes de cidades, em Portugal e no mundo, começam com esta letra. São excepções: Jacarta, Jerusalém e Joanesburgo.
Na química a letra J não se encontra presente na tabela periódica.
Fonética
-J é uma consoante palatal fricativa sonora. Designa o mesmo som de G do sentido palatal.
Significados de J
-J na física significa Joule.
-Valete, a décima primeira carta do baralho ( do inglês "Jack").
Informação: Pedro de le Ramée - ou - Petrus Ramus (1515-1572). Filósofo e humanista francês, nascido em Cuth, Vermandois, na Picardia.